CUIDADORES DE IDOSOS

Sobre o Curso

Capacita pessoas para que acompanhem o envelhecimento saudável e possam cuidar de idosos com e sem necessidades especiais na sua rotina. Preserva e valoriza a convivência social e familiar do idoso.

Mercado de Trabalho

Segundo as projeções populacionais realizadas pelo Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), a população de idosos está progressivamente aumentando no Estado de São Paulo. De 2000 a 2015, a população de idosos cresceu 42% e a projeção para 2030 é de 96%. Em 2050, a cidade de São Paulo terá mais idosos do que jovens numa proporção de 21 idosos para cada 10 jovens.
O cuidador atua na relação entre o idoso, seus familiares e os integrantes da equipe profissional de saúde. Esse profissional pode trabalhar em residências, hotéis, spas, clubes, instituições de longa permanência, clínicas e hospitais.

Público Alvo

De acordo com o projeto, esses profissionais deverão ter o ensino fundamental completo e curso de qualificação na área, além de idade mínima de 18 anos.
Este curso destina-se a pessoas que queiram ou necessitam cuidar e/ou apoiar idosos.

Material Didático

Apostila Digital (encaminhada via email).

Carga horária:

Estágio de : 20 horas.
Teoria e Prática de Laboratório: 100 horas.
Total: 120 horas.

Método de Ensino

As orientações metodológicas deste curso, em consonância com a Proposta Pedagógica do Senac, pautam-se pelo princípio da aprendizagem com autonomia e pela metodologia de desenvolvimento de competências, estas entendidas como ação/fazer profissional observável, potencialmente criativo (a), que articula conhecimentos, habilidades e atitudes/valores e que permite desenvolvimento contínuo.

Programação

  • Papel do cuidador na atenção ao idoso;
    Legislações que dão suporte à saúde e bem-estar da pessoa idosa;
  • Os mitos e verdades do envelhecimento;
    Conceitos de senilidade e senescência; ALZHEIMER / PARKINSON
  • Idoso sem necessidade de cuidados especiais X Idoso com necessidade de cuidados especiais;
    Alterações fisiológicas que acometem o idoso;
  • Independência e autocuidado;
  • Cuidados com a pele;
    Higiene oral e corporal;
  • Alimentação, hidratação e sono;
  • Imunizações;
    Cuidados com medicamentos de rotina;
    Aparência e vestuário;
  • Prevenção de úlceras de pressão;
    Mobilização: uso de bengala, cadeira de rodas e andador;
    Prevenção e redução de riscos aos acidentes;
  • Comunicação e relacionamento interpessoal nas relações sociais e profissionais;
    Atitude sustentável como diferencial profissional;
    Saúde e segurança do trabalho.